sexta-feira, 19 de julho de 2013

USO DE MEDICAMENTOS

Voce sabe o que é um medicamento. É interessante que vez ou outra fazemos uso e não conhecemos o sulficiente sobre eles.


 Medicamento - produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elaborado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico;´ Será que Remédio é a mesma coisa que Medicamento? Então vejamos o conceito de Remédio
Remédio  É uma palavra aplicada no sentido geral, sendo utilizada a todos os meios usados para prevenir, melhorar ou curar as doenças.
Deste modo, podemos chamar de remédio os medicamentos e também os meios físicos (radioterapia, massagem etc.) e os meios psíquicos (psicanálise, tratamento psicológico etc.) Chazinhos (cuidado, eles não são tão inofensivos assim) caminhados, descansar, tudo isso e muito mais pode ser considerados como remédio, não só o medicamento.
                                                                www.crf-pr.org.br.jpg

 Agora que já sabemos a diferença entre medicamento e remédio agora vamos saber a diferença entre genéricos, similares e medicamentos de referencia, segundo a ANVISA (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária)

  Medicamento Similar é aquele que contém o mesmo ou os mesmos princípios ativos, apresenta mesma concentração, forma farmacêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, e que é equivalente ao medicamento registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária, podendo diferir somente em características relativas ao tamanho e forma do produto, prazo de validade, embalagem, rotulagem, excipientes e veículo, devendo sempre ser identificado por nome comercial ou marca.

  O Medicamento de Referência é o medicamento inovador registrado no órgão federal responsável pela vigilância sanitária e comercializado no País, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente junto ao órgão federal competente, por ocasião do registro. A eficácia e segurança do medicamento de referência são comprovadas através de apresentação de estudos clínicos.

  Os Medicamentos Genéricos podem ser considerados “cópias” do medicamento de referência. Para o registro do medicamento genérico há obrigatoriedade de apresentação dos estudos de biodisponibilidade relativa e equivalência farmacêutica.

 Agora porque temos que tomar alguns medicamentos de 6 em 6 horas, de 8 em 8 horas, ou uma vez ao dia:, porque estes intervalos de tempo diferentes




www.pensosaude.com.br







                                                                      preview_html_m54ae8eba.gif
                                   



 Você sabia que cada medicamento ingerido é reconhecido como estranho para o nosso corpo e ele tenta eliminar para fora dele porque reconhece que esta substancia não pertence a ele, a depender desta substancia, o tempo para este processo de eliminação pode variar.




Então vejamos, se você toma um medicamento e o seu corpo o elimina como este medicamento vai fazer efeito?
A resposta para isso é simples, você vai tomar este medicamento com o intervalo de tempo que o seu organismo vai elimina-lo, ou seja, se o seu organismo leva 6 horas para eliminar este medicamento você deve tomar ele de 6 em 6 horas



 É importante tomar o medicamento no intervalo de tempo correto e na concentração correta pelo números de dias indicado pelo medico, assim você garante manter a concentração do medicamento dentro da faixa que ele precisa para fazer o efeito (ou seja, tratar da doença), isto nós chamamos de posologia. Posologia é a quantidade do medicamento usada em determinada concentração, por uma via de administração, por um intervalo de tempo constante e por determinado numero de dias Ex: dipirona sódica 500 mg , via oral, de 6 em 6 horas por 5 dias, ou se dor ou febre. Amoxacilina 500 mg de 8 em 8 horas por 7 dias




 Se você tomar o seu medicamento no intervalo correto vai manter sempre a concentração dentro de uma faixa onde ele irá fazer o efeito esperado (janela terapêutica).

 Se você tomar o medicamento com um intervalo de tempo maior que o indicado a concentração ficara abaixo da janela terapêutica e o medicamento não fará efeito

 Se você tomar o medicamento em um intervalo de tempo menor que o indicado poderá ter uma concentração maior que poderá ser uma dose toxica.




 acertodecontas.blog.br -



 Comprimidos, drágeas, cápsulas. É tudo igual?

www.herbaexpress.com.br





Comprimido é a forma sólida de um pó medicamentoso, preparado por compressão, adicionado ou não de substâncias aglutinantes. Podem ter ranhuras para permitirem uma divisão da dose, todavia, sabe-se que esta divisão não é equilibrada e a dose de fármaco é diferente em cada parte. (Wikipedia). É importante lembrar que as ranhuras dos comprimidos existem para conferir estabilidade a forma farmacêutica, não há como garantir que em cada lado exista exatamente a mesma quantidade de principio ativo.

Drágeas: formas farmacêuticas cujo princípio ativo fica envolvido por um revestimento de açúcar e corante. Muitas vezes este revestimento é para proteger a substancia da ação do suco gástrico ou para disfarçar um sabor desagradável. Você não deve parti uma drágea. (www.dicionarioinformal.com.br/drágea)

 Capsulas Tem consistência sólida, e é constituída por um invólucro duro ou mole, de forma e capacidade variáveis, que contém uma quantidade de substância ativa que normalmente se usa de uma só vez, por via oral. (Wikipédia).
 É importante lembrar que muitas dessas apresentações não deve ser dividida ao meio, devem ser ingeridas inteiras porque possuem substancias que muitas vezes são inativadas ou terão o seu efeito reduzido se entrarem em contato com o suco gástrico.


Quais são as vias de administração dos remédios?

VIA DE ADMINISTRAÇÃO
FORMAS FARMACÊUTICAS
Via oral
Comprimido, cápsula, pastilhas, drágeas, pós para reconstituição, gotas, xarope, solução oral, suspensão.
Via sublingual
Comprimidos sublinguais
Via parenteral (injetável)
Soluções e suspensões injetáveis
Via cutânea (pele)
Soluções tópicas, pomadas, cremes, loção, gel, adesivos.
Via nasal
Spray e gotas nasais
Via oftálmica (olhos)
Colírios e pomadas oftálmicas
Via auricular (ouvidos)
Gotas auriculares ou otológicas e pomadas auriculares
Via pulmonar
Aerossol (bombinha)
Via vaginal
Comprimidos vaginais, cremes, pomadas, óvulos.
Via retal
Supositórios e enemas
- See more at: http://www.farmaceuticodigital.com/2012/09/formas-farmaceuticas.html#sthash.U9qOqnqw.dpuf



                                                                                              

A Bíblia fala em Provérbios- "Um coração alegre constitui um bom Remédio" , então não esqueça, o melhor remedio é o que sai de dentro para fora de você, seja luz e você terá um caminho iluminado.

Um comentário:

  1. Olá!!!, Deus te abençoe, amiga dicas maravilhosa, amei o seu blog continue assim, S-U-C-E-S-S-O

    Já estou te seguindo, aguardo a retribuição.

    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...