quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Orlando - Levando a babá junto - by Ana Borges (Mamis convidada)

De tanto participar de fóruns sobre Orlando, conheci a Ana Claudia Borges que levou suas filhotas para Orlando, e como ela e o marido não teriam mãos suficientes para dar conta das três, eles levaram a babá da casa. Ela relata neste post como foi sua viagem com essa mãozinha extra.

"Estava pensando em fazer um relato o mais completo possível, mas percebi que a parte do consulado já não adiantaria, pois eu fiz pelo método antigo (antes da modificação do procedimento do consulado norte-americano), então acho que não tem mais validade, então apenas vou informar que com a ajuda de uma internauta de Vitória do Espírito Santo, que me passou todos os impressos, que a minha entrevista foi perfeita. Vou anexar os contratos e as declarações aqui (que foram os únicos documentos que mostrei, em inglês e em português).

Eu cheguei a entrar em contato com dois despachantes, que cobraram R$ 900,00 e R$ 750,00, já com as taxas inclusas, mas achei um abuso, e decidi fazer tudo sozinha, gastei apenas as taxas normais, e uma ida que teria que ir de qualquer jeito mesmo ao consulado. 

Ana Claudia e sua linda família!
No primeiro contato no consulado, pediram o contrato de trabalho da babá, levei em português e inglês, eles pegaram uma cópia de cada, pediram que eu escrevesse o meu nome e o do meu marido em um papel, e juntaram o passaporte e nos mandaram esperar, depois ela foi tirar as digitais e fomos para a fila da entrevista, o rapaz foi bem educado, perguntou a ela quanto tempo trabalhava comigo, como ela pensou muito, ele perguntou desde quando trabalha com ela, e perguntou se morava comigo, só isto, daí pegou uma cartilha, deu para ela e falou que se ela tivesse problema com a pessoa que pagava ela, e apontou para mim com uma risadinha, disse que ela teria total apoio nos EUA e era somente ler nesta cartilha, e que inclusive poderia ligar de graça de qualquer lugar para reclamar. O visto veio de 10 anos, mas vinculado ao meu nome e ao do meu marido.

Compramos o pacote pela via agência de turismo, vôo direto, e ficamos no Extended Stay na Universal Blvd. Adoramos o hotel, mas para uma próxima vez, se levarmos babá, vamos tentar um hotel que tenha dois quartos, tipo vila como eles falam. 

Na imigração, ela passou conosco, mas preencheu o formulário dela, eu a ajudei e não tivemos nenhuma pergunta, tudo tranquilo. 

Combinamos com ela aqui em São Paulo: você vai conosco, não tem que me pagar nada, e vou te dar U$500 para gastar, combinei que toda alimentação, desde que comesse no mesmo horário que a gente, (o que não aconteceu um dia no Animal Kingdom, que disse não ter fome na hora que fomos comer, e depois ficou me enchendo que tinha fome quando paramos para ver a parada...), eu pagaria tudo, inclusive sorvete, que sempre acabamos tomando no parque, acabei pagando o dela também, foi ao Akersus, Rainforest e ao Tusker conosco. 

Sobre a alimentação, foi um caso a parte, pois ela é chata para comer, chata no sentido que tem que ter arroz e feijão, tem que ter café, então isto foi um pouco desgastante, pois ela fazia cara feia, embora eu já tivesse falado sobre tudo aqui em SP, e minhas meninas comem de tudo, então não me preocupava com elas, e sim com a babá. 

No meu caso, ela é bem cooperativa no dia a dia, então a parte das compras foi de boa, dividíamos as crianças e todos comprávamos de boa, minha pequenina dormia bastante, ela tinha acabado de fazer 3 anos, então foi bem tranquilo e as outras duas dividíamos e foi legal. Levei um carrinho daqui e comprei um duplo lá, então tínhamos sempre eu ou meu marido livres para ajudar.

Nos parques, não fizemos distinção, quem queria ir ao brinquedo, ia, fizemos o revezamento, de acordo com quem queria ou podia ir naquele brinquedo. Teve vez que fomos todos, quando a altura da menorzinha dava, e outras vezes dividimos sem problemas. Acho que na verdade somos todos de boa, então não tive problemas quanto a isso.

No geral foi uma experiência boa, é claro que me ajudou, mas acho que ela poderia ter curtido mais, que daí eu teria relaxado mais também.

Façam uma boa viagem,

Ana Claudia Borges" 


E você, já viajou para fora com babá? Como foi a sua experiência?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...