domingo, 14 de outubro de 2012

Curso Fertility Friend - Fazendo seu gráfico de fertilidade - lições 3 e 4 - by Camila

E aí, estão gostando da tradução e resumo que estou fazendo do curso online grátis do Fertility Friend? Se animou para as lições de hoje? Vale lembrar que serão 20 lições e vou postar duas a cada dia, usando meus dias de postagem (quarta) e os dias finais de semana que não tivermos postagem, assim o curso acabará logo e você poderá já usar em seu próximo ciclo. Os próximos posts estão programados para 17, 21, 27, 28 e 31 de outubro, mais os dias 3, 4 e 7 de novembro de 2012.
Lições já postadas:
Lição 1 - A janela fértil / Lição 2 - O essencial

 
Lição 3 - As fases do ciclo

Seu ciclo é composto das seguintes fases:
- Menstruação: É quando se inicia seu ciclo. Geralmente você não está fértil nessa época.
fertilityfriend.com
- Fase Folicular: Se estende do começo do ciclo até a ovulação. Durante essa fase os folículos dos ovários se desenvolvem e amadurecem e seu corpo se prepara para a ovulação. Um folículo torna-se o dominante a medida que a fase avança. O tamanho dessa fase varia de mulher para mulher e de ciclo para ciclo. Você estará mais fértil ao final dessa fase, nos dias mais próximos à ovulação, incluindo o dia da ovulação. O estrogênio é o hormônio dominante nesta fase.
- Ovulação: Esse evento divide seu ciclo em fase folicular e fase lútea. Com a elevação do hormônio luteinizante (LH), o folículo se rompe e libera o óvulo para que ele possa ser fertilizado.
- Fase Lútea: É o tempo entre a ovulação até o próximo ciclo menstrual. Se você estiver grávida, o óvulo fertilizado vai se implantar no endométrio entre o 7º e 10º dia após a ovulação (DPO). Se não estiver grávida, o endométrio vai diminuir (e você vai menstruar) e seu corpo vai se preparar para o ciclo seguinte. Essa fase geralmente dura entre 12 e 14 dias, mas pode variar entre 10 e 16 dias. O comprimento dessa fase costuma ser constante em todos os ciclos para uma mesma mulher. A progesterona é o hormônio que domina esta fase.

O que acontece durante as fases do ciclo menstrual?
Seu ciclo é governado por hormônios, que são substâncias bioquímicas produzidas numa área de seu corpo e levadas pelo seu sistema sanguíneo para enviar sinais para outras partes do seu organismo. Os hormônios que controlam seus finais de fertilidade são produzidos nas seguintes áreas:
- hipotálamo (seu cérebro),
- glândula pituitária anterior (também em seu cérebro, localizada atrás e anexa ao hipotálamo),
- ovários,
- glândula suprarenal (localizada acima dos seus rins).

Uma série de eventos acionam seu ciclo menstrual:
1. No início do ciclo, o hipotálamo produz GnRH (hormônio liberador de gonadotropina, em livre tradução). Esse GnRH viaja através do seu sangue do hipotálamo para a glândula pituitária a cada 60-90 minutos desde a menstruação até a ovulação. Esse hormônio sinaliza para a glândula hipófise para que esta secrete o FSH (hormônio folículo estimulante) e posteriormente o LH (hormônio luteinizante).
2. O FSH estimula o desenvolvimento e a maturação dos folículos dos ovários. Um desses folículos vai se tornar dominante e conter um óvulo que será liberado na ovulação. Os folículos em desenvolvimento produzem o estrogênio.
3. O estrogênio causa o espessamento do endométrio (no útero) para a implantação de um óvulo fertilizado.
http://www.vestibulandoweb.com.br/
4. Aproximadamente no 7º dia do seu ciclo (isso pode variar de mulher para mulher!) o folículo dominante assume, e os demais perecem.
5. Esse folículo dominante produz um aumento no estrogênio. Você pode reconhecer esta etapa analisando seu muco cervical. O pico de estrogênio ocorre 1 ou 2 dias antes da ovulação.
6. O pico de estrogênio sinaliza a liberação do LH, que pode ser medido por kits de ovulação. Esse hormônio viaja através da corrente sanguínea até o ovário e age sobre o folículo dominante, forçando a liberação do óvulo, que cai na trompa de Falópio para ser fertilizado. Esta é a ovulação. O aumento repentino do LH é necessário para que a ovulação ocorra. O pico acontece 12-24 horas antes da ovulação, mas ele começa a subir cerca de 36h antes.
7. O estrogênio cai drasticamente após a ovulação.
8. O folículo dominante, transformado pelo LH, se torna o corpo lúteo após a ovulação. Essa fase após a ovulação é chamada de fase lútea. Esse corpo lúteo continua produzindo uma pequena quantidade de estrogênio, mas também produz progesterona, que é o hormônio dominante nesta fase. Assim como o estrogênio, a progesterona é necessária para o desenvolvimento do endométrio para que o óvulo fertilizado se implante e possa ser nutrido. Sua Temperatura Basal aumenta como resultado da produção de progesterona.
9. Se o óvulo for fertilizado e a sua implantação ocorre, a vida do corpo lúteo é aumentada. Nos ciclos de concepção, o corpo lúteo continua produzindo progesterona e algum estrogênio e o desenvolvimento do endométrio continua. O hormônio da gravidez, o hCG começa a ser produzido quando há implantação do óvulo fertilizado, uns 7-10 dias após a ovulação. A medida que a gravidez avança, a produção é feita pela placenta.
10. Se não houver gravidez, o corpo lúteo perece e os níveis de progesterona caem, iniciando-se um novo ciclo.


Lição 4 - Seus hormônios e sinais de fertilidade

Cada um dos sinais de fertilidade que você observa quando faz seu gráfico corresponde a um processo hormonal e à sua presença em seu sistema sanguíneo. Estrogênio e Progesterona são os hormônios mais importantes que dão pistas para observar seus sinais.

O Estrogênio domina seu ciclo menstrual durante a fase folicular. A Progesterona assume após a ovulação, durante a fase lútea. A Progesterona também é o hormônio dominante na gravidez.
Seu muco cervical e a posição do colo do útero lhe dá pistas sobre o estrogênio, assim como os microscópios de saliva e monitores de fertilidade.

Sua Temperatura Basal (TB) lhe mostra a presença de progesterona.
Kits de previsão de ovulação e alguns tipos de monitores de fertilidade lhe mostram a presença do hormônio Luteinizante (LH), o último hormônio a se elevar antes da ovulação.

Estrogênio e seus sinais de fertilidade
O Estrogênio se refere a um grupo de hormônios que estimulam o crescimento e o espessamento de tecidos. É necessário para construir o endométrio que vai nutrir e manter o óvulo fertilizado. Quando nós conversamos sobre fertilidade, o tipo de estrogênio que estamos falando é o estradiol. Este estrogênio é produzido pelo desenvolvimento dos folículos ovarianos e posteriormente pelo folículo dominante, até que ele libere o óvulo. Este hormônio tem muitas funções:
- Sinaliza a liberação do LH, que é o gatilho para a ovulação;
- É necessário para o espessamento do endométrio;
- Produz muco cervical, necessário para auxiliar a chegada do esperma até a tuba de Falópio, onde o óvulo será fertilizado;
- Causa a abertura e a maciez do colo do útero, permitindo a entrada do esperma no útero.
Alguns sinais de que o estrogênio está aumentando pode ser observado na presença, quantidade e consistência do muco cervical e na posição e textura do colo do útero. Esses sinais oferecem os melhores indicadores do seu estado de fertilidade.

Progesterona e seus sinais de fertilidade
Enquanto o Estrogênio domina a fase folicular, a Progesterona domina a fase lútea. Antes da ovulação, a progesterona está presente apenas em pouca quantidade. Após a ovulação, ela será produzida pelo corpo lúteo, o que sobra do folículo após a ovulação, e se torna presente em alta quantidade. As suas funções são:
- Suavizar e tornar o endométrio esponjoso, facilitando a implantação do óvulo;
- Necessária para manter e suportar a gravidez;
- Elevar sua TB após a evolução;
- Manter a TB elevada durante a gravidez.

O hormônio luteinizante (LH) e seus sinais de fertilidade

O LH é o último hormônio a se elevar antes da ovulação e é responsável pela ruptura do folículo para liberação do óvulo. Pode ser medido usando kits de previsão de ovulação e monitores de fertilidade que usam a urina para identificar sua presença.
A presença de níveis crescentes de LH na urina, detectada pelos kits geralmente indicam que você vai ovular em 12-24h, mas isso pode variar de mulher para mulher. O LH não é liberado de uma vez, mas ele tem seu pico entre 24-48h. A elevação começa logo pela manhã, enquanto você dorme e leva entre 4-6h para aparecer na urina. Por esta razão a primeira urina da manhã pode não dar o melhor resultado. Testar ao meio-dia é o recomendado. É importante seguir as instruções do kit para melhores resultados.
Muitas mulheres gostam desses kits, mesmo que eles não confirmem ou pontuem a ovulação precisamente, mas eles indicam a iminência da ovulação. É importante não confiar, entretanto, exclusivamente nesses kits para planejar suas relações e identificar seu período fértil. Isso porque você pode fazer a leitura antes que o kit se tornen positivo. Você pode cruzar essa informação com outros sinais de fertilidade para aumentar suas chances de prever a ovulação. Esses kits podem ser úteis em gráficos ambíguos. Se seus ciclos são irregulares ou muito longos, esses kits podem custar caro, pois você vai precisar usar um monte para conseguir pegar a elevação do LH.


Até as próximas lições, dia 17/10/12.


Tradução livre do original: Fertility Friend - Lesson 3Fertility Friend - Lesson 4.
Para se inscrever no curso em inglês original, acesse http://www.fertilityfriend.com/ffo/signup.php.

Leia também: Vestibulando na Web, Manual Merck.

Um comentário:

  1. Amei essas lições, ainda mais sobre os hormônios, não sabia tanto assim!!! muito interessante!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...