quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Indutores de Ovulação - by Aline Pereira

Como eu relatei minha busca pela gravidez no post "E Quando a Cegonha Não Vem?", resolvi compartilhar com vocês o que eu aprendi no período em que eu usei indutor de ovulação.

O indutor de ovulação é um medicamento que deve ser prescrito pelo seu ginecologista o qual vai estimular a ovulação nas mulheres; podem ser a base de clomifeno ou a base de gonadotrofinas.

http://anapaulafreire.blogspot.com.br/
Primeiramente sempre se começa com a base de clomifeno, por ser mais barato. No meu caso eu só precisei a base de clomifeno e já foi suficiente. Na bula recomenda-se não usar por mais de 6 ciclos, mas quem na verdade vai determinar isso é seu ginecologista. Como todo medicamento o indutor por dar algumas reações adversas como dores abdominais, inchaço, dor de cabeça, enjoo, ondas de calor, queda de pressão, etc.

No meu caso eu sempre sentia bastante dor abdominal quando estava prestes a ovular, muita dor de cabeça e sempre dava uma inchadinha. Percebi também que meu fluxo ficou bem menor e mais escuro. Outros efeitos colaterais são: a diminuição do muco (então não tem como saber se esta ovulando apenas observando o muco cervical) e a diminuição da espessura do endométrio. Sendo assim para saber se realmente está ovulando o ideal é fazer ultrassonografias seriadas, onde seu médico vai dizer quando elas devem começar. Normalmente, inicia-se entre 8º e 10º dia do ciclo em dias alternados.

No meu caso na primeira vez que tomei o indutor meu ginecologista não passou as ultrassonografias, então a recomendação dele foi que deveríamos namorar em dias alternados contando a partir de 4 a 10 dias depois de tomar o último comprimido. É uma maratona rs! Para ter certeza que iríamos cercar o ciclo namoramos de 04 a 12 dias depois de tomar o último comprimido.

É muito importante as ultrassonografias seriadas para saber se o organismo esta reagindo com a medicação, se terá folículo dominante naquele ciclo (ou muitos folículos, evitando gestação múltipla e hiperestimulação) e se o endométrio está numa espessura correta para implantação do embrião. Tem mulheres que tem problemas para romper o folículo dominante, com isso o médico poderá prescrever um medicamento injetável para sanar esse problema.

Outro exame que pode ser feito para detectar se realmente ovulou é através de exame sanguíneo de dosagem de progesterona feito no 21º dia do ciclo.
http://www.lookfordiagnosis.com/

Nunca devemos se auto medicar e com o indutor não é diferente, porque o uso dele sem prescrição e acompanhamento médico pode causar muitos problemas: gerar cistos, trombose, disfunções hormonais, gestação múltipla e hiperestímulo ovariano.

Há um burburinho que tomar indutor de ovulação engorda de fato ele aumenta a retenção hídrica como qualquer medicamente hormonal, mas o organismo volta ao normal ao final do tratamento. Eu engordei 2 Kg com o tratamento, mas que ocorreu pela ansiedade ai eu descontava comendo porcariada.

Nesse texto eu não relatei quando iniciava e qual a dosagem que eu tomava do medicamento para que ninguém sinta vontade de se automedicar, porque sabemos que é super fácil comprar remédios nas farmácias sem receita médica.

Na primeira vez que tomei meu médico não fez ultrassonografias pra acompanhar, mas quando sentia qualquer coisinha diferente eu ligava pra ele e tirava minhas dúvidas, por isso a importância do acompanhamento.

Caso alguém que esteja fazendo o tratamento quiser entrar em contato estou à disposição para ajudar.

Fontes: Maternidade a Flor da Pele, Vila Mulher


Já viu nossa promoção em parceria com o Universo Materno? Não? Clique aqui para saber como participar.

Um comentário:

  1. Ótimas dicas!! Vai ajudar muito a todas que esperam por esse momento tão importante!

    Aline da Babycub

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...