terça-feira, 3 de julho de 2012

Não compare seu filho a outras crianças - parte 1 - by Ro Groba

mulheresgravidas.net

Olá!!
Hoje vou falar de um assunto que por mais que lutemos contra acabamos cometendo o erro.
Comparar nossos filhos a outras crianças!!
Principalmente se temos mais de um filho se torna inevitável essa comparação.

Aqui em casa tentei evitar ao máximo essa situação mas acabei por várias vezes me preocupando com isso. Minha filha mais velha sempre foi precoce (como dizia a pediatra) desde bebê. Andou sozinha um dia antes de completar 1 ano, já falava bem com 1 ano e meio; e na mais nova foi tudo diferente só andou com 1 ano e 2 meses e só soltou a língua de verdade com 2 anos. Em compensação as duas largaram a fralda muito cedo!
É claro que sempre tem aquela comparação por parte das pessoas de fora, tipo: "Seu filho já anda? Ah, o meu andou com tanto tempo!!!..." e por aí vai. E o mais importante nessas horas é deixar entrar por um ouvido e sair por outro pois cada mãe sabe do seu filho e cada criança tem seu tempo de desenvolvimento.
E  também chega a idade em que as próprias crianças começam a querer comparar o que as outras fazem e precisamos estar preparados para ajudá-los no que for necessário.
Dentre as coisas que li sobre o assunto tirei essas partes para dividir com vocês.

"Comparação é uma atitude que nem sempre traz benefícios, e existem pais que utilizam este artifício para demonstrar que o seu filho é o mais esperto de todos os que tem a mesma idade que ele, e fazem certos tipos de comentários que não são agradáveis. A atitude mais sensata, seria a de não querer competir e achar que o seu filho é o melhor de todos, pois cada criança tem um desenvolvimento, independente da idade que possui. Por exemplo, algumas crianças andam mais rápido e até precocemente, outras desenvolvem a fala com mais facilidade, algumas deixam de usar a fralda bem antes de outras crianças com a mesma idade, o que não tira o mérito de desenvolvimento e esperteza das demais.
Um filho quando é comparado com outra criança de forma negativa, sente-se inferior e poderá ter problemas de relacionamentos e ficar muito triste, pois quem compara, não consegue perceber outros potenciais que a mesma apresenta e se fixam naquela ideia de que o filho é atrasado no desenvolvimento, isto é um erro.
As crianças em geral, são espertas e inteligentes, tendo capacidade de aprendizado, e demonstram isto nas brincadeiras. Aproveite o máximo da infância delas , brinquem juntos e percebam todas as descobertas e fantasias de suas cabecinhas. Nunca menospreze-as, aproveitem a espontanedade de suas atitudes, evitando agir negativamente, para que nao fiquem inibidos causando limitações e receios de demostrar a sua capacidade.

Ao fazer comparações, talvez acabe refletindo de maneira negativa durante o desenvolvimento, na escola, por exemplo; pois isso é capaz de gerar dificuldades de aprendizado, e de se relacionar com outras crianças e se expressar. É muito triste quando a criança fica sendo comparada com outras e taxadas de menos espertas. Isto é um tipo de atitude que tem consequências muito negativas ao desempenho de cada um. Tal constrangimento, e conduta negativa, deverá ser evitado para que o seu filho tenha um desenvolvimento saudável.

seupost.net
Se há alguém na família que gosta de fazer determinados tipos de comentários, o ideal é “cortar” o assunto e mencionar os aspectos e qualidades da criança . Priorize uma excelente qualidade e diga: o meu filho é muito inteligente também, ele faz coisas incríveis, já sabe organizar os seus brinquedos, diz obrigado, entre outros. Jamais dê espaço para as pessoas ficarem colocando uma criança acima de outra ou abaixo.

Portanto, aprendam a valorizar os pontos fortes e qualidades verdadeiras de seu filho, e curtam muito, pois ele terá muita alegria e seu desenvolvimento será perfeito!"



Acho muito importante elogiar e incentivar a cada nova descoberta mantendo sempre a auto estima de nossas crianças alta para que cresçam seguras e se tornem adultos confiantes.
E você? Já esteve nessa situação de comparação? Conte para gente.



Fonte:  http://www.cuidardebebe.com/
           www.chabad.org.br/biblioteca/artigos/auto_estima/home.html
           www.golfinho.com.br/artigospnl/artigodomes200711a.asp

4 comentários:

  1. Super adorei esse post, me deparo com mães que comparam frequentemente, sabemos da nossa cria, o importando é observar nossos filhos e não dar trela para mães competitivas, todas as crianças são lindas, especiais, espertas e cada uma tem seu tempo.

    Lindo blog, vou seguir, bjão

    ResponderExcluir
  2. Esse post falou tudo que sinto..odeio comparações e as pessoas "principalmente minha sogra" adoraaaaa comparar as cças, claro que pra não ser grossa fico quieta, mas percebo que a criança além do seu tempo tem o ambiente que convive, tem o jeito dos pais, minha filha se desenvolve mais rápido em umas coisas a priminha dela em outras, mas ambas são fofas e saudáveis e isso que importa. As pessoas tem que aprender que nem nossos 5 dedos da mão são iguais pq o ser humano seria?!! bjs

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Tamy seja muito bem vinda!!

    ResponderExcluir
  4. Uma dona de casa moderna, obrigada pela visita!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...