sexta-feira, 25 de maio de 2012

Seu filho e a coordenação motora - by Aline

Olá queridos leitores.

Vocês certamente já ouviram falar em coordenação motora. Pois é, e a medida que nossos filhos vão crescendo, começamos a nos preocupar mais com esse assunto tão discutido nas escolas e creches. Mas você sabe o que é isso?

A coordenação motora é a capacidade de utilizar nossos músculos de forma coordenada. Existem dois tipos de coordenação: a grossa e a fina.

A coordenação motora grossa é a que utiliza grandes grupos musculares. É a nossa capacidade de subir e descer escadas, correr, pular. Pra nós, adultos, isso já pé tão automático que nem nos preocupamos com isso NE? Pois é, mas nossos pequenos pimpolhos estão aprendendo ainda tudo isso, por mais incrível que isso possa parecer. FH, por exemplo, pulava com um pé de cada vez. Só recentemente ele descobriu que pular ficaria mais legal se ele levantasse os dois pezinhos juntos, ao mesmo tempo. E você, reparou isso em seu filho alguma vez? A forma como ele anda, pula, sobe ou desce uma escada?

Já a coordenação motora fina é a capacidade de utilizar de forma coordenada pequenos grupos musculares – os dedos, por exemplo. É aqui que aprendemos a segurar o lápis, pintar dentro do desenho, circular, ligar pontinhos. Lembra daquelas tarefinhas de quando éramos pequenos? Pois é, hoje elas parecem bobas e inúteis, mas foram elas que te ajudaram a desenvolver essas habilidades. E atenção: uma coordenação motora fina bem desenvolvida garante que seu filho tenha facilidade para aprender a escrever no futuro. E com letra legível, importante dizer! (in off: eu sou professora de ensino superior e sofro horrores com as inúmeras letras garranchos que me aparecem. Sempre penso, porque esse cidadão não fez caligrafia quando criança OMG). Também é essa coordenação motora bem desenvolvida que pode proporcionar que ele saiba fazer um artesanato mais delicado, ou tocar piano ou violão, enfim.

Enquanto a coordenação motora grossa está mais ligada às habilidades de prática esportiva, é a coordenação motora fina dá à pessoa as habilidades mais delicadas e precisas. Legal né?

E como você pode estimular seu filho para desenvolver essas habilidades? Os fisioterapeutas dizem que quanto antes começar, melhor. Mas sem forçar, cada criança tem seu tempo. O importante é que ela tenha a chance de desenvolver bem essas habilidades. Lembre-se: quanto melhor a coordenação motora do seu filho, mais fácil será a vida dele, escolar, profissional, pessoal, no futuro.

E dá prá estimular isso brincando, quer ver?

  • Coordenação motora grossa: estimule seu filho com brincadeiras ao ar livre. Brinque de bola, de correr, de esconder, suba e desça escadas, vá ao parque com ele. É divertido e estimula-o a desenvolver a coordenação motora grossa. Seu filho vai adorar brincar com você e de quebra você ainda vai reaprender a levar uam vida mais saudável, menos na frente do computador e da TV, e mais ao ar livre.
  • Coordenação motora fina: prepare tinta e papel e vamos pintar. Comece pintando com o dedo mesmo, no mercado existem tintas guache que saem com água, hipoalergênicas, que sob sua supervisão, você pode começar esse estímulo já desde um aninho. FH começou assim, cedo. E ele adora pintar. À medida que seu filho for crescendo, varie as técnicas: giz de cera, lápis de cor, vamos pintar. Vai fazer bagunça? Claro que vai, afinal, ele nunca pintou na vida NE? Se você não gosta de bagunça e se incomoda com isso, então prepare o terreno: vista uma roupa mais velha, que pode sujar, deixe o bebê só de fralda e forre o chão com jornal. Como eu disse, tinta guache sai facilmente apenas com água, mesmo assim tem mãe que tem pavor de bagunça e sujeira. Então melhor se preparar antes. Aqui eu não ligo muito pra isso, adoto a filosofia Omo: se sujar faz bem.
Pro FH, com 2 anos, eu recorto figurinhas e dou pra ele colar no papel. Ainda não tive coragem de entregar a tesoura na mão dele pra ele tentar recortar, quem sabe agora eu tomo coragem NE? Faço desenhos ou imprimo da internet e dou pra ele tentar pintar dentro. Ele ainda não consegue (e está longe de conseguir), mas ele já sabe que o objetivo é esse. Uma hora ele me surpreende conseguindo a façanha primorosa, concordam? Ele adora que eu desenhe nuvens, a lua, estrelas e um elefante (muito mal desenhado por mim, por sinal rs) pra ele pintar.

Outro brinquedo interessante são os blocos de montar, estilo lego e os quebra-cabeças. Além de ajudarem a desenvolver o raciocínio lógico-matemático, estimulam muito a coordenação motora, já que a criança precisa ter coordenação para encaixar as peças. Existem quebra-cabeças a partir de 2 anos e lego a partir de um ano e meio. Outros blocos de montar maiores, disponíveis no mercado podem ser usados por bebês a partir de um aninho.


Outras idéias legais são os brinquedos bloopens e os carimbos. O bloo pens é um brinquedo que a criança tem que soprar pra tinta sair da caneta, super legal. Quando sopra, a tinta sai e vem com uns decalques pra fazer os desenhos. FH e a Camila adoraram! Já carimbos, são legais desde que éramos crianças né? FH acha o máximo carimbar no papel e ver o desenho que ele imagina sair perfeitinho hehehe Mas precisa de coordenação motora pra conseguir carimbar viu?

Eu quis falar sobre esse tema porque já fui voluntária em projetos de evangelização infantil e já fiquei com turminhas dos pequenos, de 2 a 4 anos. E lá chegavam crianças com 4 anos que não sabiam sequer segurar no lápis. Do mesmo modo, eu tinha uma aluninha que com dois anos já pintava certinho dentro do desenho, sem borrar (fofíssima ela). E o que eu percebi é que o menininho que não sabia segurar o lápis se sentia diminuído, ficava agressivo e desistia de tentar, talvez porque ele percebia sua dificuldade e via que os outros, menores, sabiam mais que ele. Foi uma luta mudar isso, até porque na época eu ainda não era mãe e custei a achar uma solução pro problema, mas conseguimos! Tudo bem, nem oito nem oitenta, não estou dizendo pra você largar de mão e deixar seu filho com 4 anos sem saber de nada, mas também não precisa de um com 2 sabendo tudo hehehe. O importante é o estímulo.

Sei que crianças que vão pra escolinha ou creche desde cedo tem um plus muito grande nessa parte, mas não é porque seu filho fica em casa com você, com a babá ou com a vovó que não vai ou não precisa ser estimulado né? Afinal, o desenvolvimento dos nosso filhos é muito importante.
E aí, gostaram das dicas?

E aqui um vídeo do FH montando quebra-cabeça. Olha só como ele gosta:



Beijos,
Aline

Sites sobre o tema: http://ensinar-aprender.blogspot.com.br/2011/04/atividades-prontas-de-coordenacao.html
http://www.brasilescola.com/biologia/coordenacao-motora.htm

Site da imagem Lego: http://www.loucosporcolecoes.com.br/index.php/encontro-de-colecionadores-de-lego.php

Um comentário:

  1. Essa bloo pen eu nao conhecia, vou ver se acho por aqui. Jade tb curti pintar e desenhar. Que criança não curte, ne?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...