quarta-feira, 30 de maio de 2012

Falando em saudade - by Aline

FH mal completou 2 anos e meio e já vem sentido o gosto meio amargo da saudade. Tem mais ou menos uma semana que ele pede incansavelmente para ver a vovó e o vovô que moram em Goiânia.

Já se propôs até de ir até “na Goiania”, como ele diz, buscar a "vovó Vela e o vovô Chico". Chegou a trocar de roupa e chorou um monte quando eu disse que só dava pra ir quando chegassem as férias (vida de professor é assim, só dá pra ir nas férias mesmo né?).

http://br.orkutnow.com/recados.php?f=saudade
FH só tem dois anos e meio e ainda não conhece a palavra saudade, nem o significado linguístico da mesma. Mas já experimenta o sentimento que ela carrega em si. Saudade a gente só sente daqueles que a gente ama. Então, junto com esse sentimento forte, que muitas vezes chega a doer e nos faz chorar, vem outra constatação: a de que FH está aprendendo também a amar. E amar muito, a ponto de doer de saudade, olha só.

E essa é uma das muitas coisas que me emociona na maternidade. Quantas vezes você já se emocionou com a saudade, com o amor na sua vida? Mas quantas vezes você já parou pra observar o quanto esses sentimentos são mágicos e transformadores de nós mesmos? O quanto eles nos fazem crescer como pessoas? Ter um filho é poder observar isso de pertinho e se maravilhar também com essa descoberta.

E falando em saudade, me deu agora uma saudade enorme de tanta coisa, tanto lugar, tanta gente!!!! Ah, vontade de viajar por aí. É tanta coisa que eu quero mostrar pro FH...
E você, sente saudade de que?

Beijos,
Aline

Um comentário:

  1. Que fofo o pequenino sentindo saudades dos avós. A Jade tb sente dos avós paternos e sempre tentamos ligar para ela poder "conversar" com a avó. A gente tem sempre que tentar burlar a distância, ne?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...