segunda-feira, 12 de março de 2012

Medicamentos que diminuem o efeito do anticoncepcional - by Luana Martins

Queridas leitoras, tenho uma tia que já tinha uma filha de onze anos, nem pensava em ter outro filho, com mais de 40 anos, e certa vez precisou tomar um antibiótico, e nesse mês, ela engravidou, mesmo tomando certinho o anticoncepcional. O ginecologista explicou que o uso do antibiótico poderia sim ter cortado o efeito da pílula, com isso ela foi presenteada com um lindo príncipe. Claro que não fora planejado, mas filho é sempre uma benção.

De qualquer forma, para aquelas que não desejam ter filhos, pelo menos por enquanto, devemos ficar atentas aos remédios que fazemos uso, procurando saber se ele pode ou não, interferir no uso da pílula utilizada.
Pesquisando em vários sites, encontrei as seguintes combinações, vamos dizer assim, perigosas:

Antibióticos que diminuem o efeito da pílula: ácido clavulânico, amoxicilina e ampicilina (estas bastante utilizadas no tratamento de infecções urinárias, amigdalites e pneumonias), ciclacilina, cloranfenicol, dapsona, doxicilina, eritromicina, minocilina, oxacilina, oxitetraciclina, penicilina G e V, rifampicina, a tetracilina.

Antiepiléticos e Anticonvulsivantes que diminuem o efeito da pílula: carbamazepina, difenil-hidantoina, fenitoina, fenobarbital, oxcarbazepina, primidona, topiramato

Medicamentos variados que podem diminuir a ação das pílulas: griseofulvina, guanetidina, Eritromicina (este medicamento pode causar perda de eficácia da pílula), metronidazol, nelfinavir, óleo mineral, ritonavir.

Outros: bebida alcoólica pode diminuir a eficácia (consumo regular); erva-de-são-joão (planta natural utilizada para tratamento de depressão); Maca Peruana (Lepidium meyenii).< Fonte:

Fontes:
www.guiadasemana.com.br
Leia o texto original no site MD Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...