terça-feira, 8 de novembro de 2011

Mantendo a chama acesa - by Roberta Groba

Olá leitores.
Manter a chama acesa não é fácil com a correria dos dias de hoje, com os filhos, etc...
Diante disso resolvi trocar umas figurinhas com vocês!!!

A paquera, o namoro, tudo é feito com a maior empolgação. Uma época para se conhecer, para aproveitar e curtir tudo ao máximo; as preocupações são menores, os filhos ainda não existem...
Enfim chega-se ao casamento, tudo com aquele cheirinho de casa nova... O café da manhã a dois, o jantarzinho que acaba com um namoro bem legal, ficar na cama até mais tarde nos fins de semana.
Tudo isso ainda pode acontecer mesmo com o passar dos tempos, com o nascimento dos filhos, com a correria do dia a dia, com o trabalho que consome a maior parte do tempo. E é preciso saber lidar com isso para que a CHAMA SE MANTENHA ACESA.

"O amor romântico está diretamente ligado à satisfação no relacionamento, bem-estar e autoestima". diz Bianca Acevedo


Priorize o papel de amantes: Lembra quando vocês começaram a namorar? Seu coração batia forte, as pernas tremiam, o estômago revirava. Aí, o tempo passou... Os filhos nasceram, a vida profissional deslanchou e aquela sensação de segurança tomou conta do seu casamento. "Muitos casais gastam toda a energia cuidando da carreira e da casa, e acabam esquecendo que são marido e mulher", diz a educadora sexual Maria Helena Vilela. Que tal fazer uma pequena mudança na rotina? Escolha um dia fixo da semana para jantar fora, namorar, ir ao cinema. "Resgate aquilo que fez você se apaixonar pelo seu parceiro. Assim, o sentimento continua vivo", sugere a antropóloga Mirian Goldenberg.

Mantenha a briga limpa: se você vive entre tapas e beijos com o seu amor, saiba que o importante é como se discute e não quantas vezes. "Enquanto as brigas forem honestas, sem troca de acusações, ofensas ou agressão física, cultivamos a sensação de que jogamos no mesmo time, e não um contra o outro", explica a psicóloga Arlete Gavranic. Os relacionamentos saudáveis procuram chegar a um consenso, e não provar quem tem razão. "As discussões não podem ser um desabafo de mágoas. Elas devem estar pautadas em questões objetivas e, principalmente, atuais", diz Arlete. Se o bate-boca começar a esquentar, saia de cena e tire 30 minutos para relaxar. Apenas retomem a conversa quando estiverem calmos e dispostos a se resolver.

Compartilhe "pecadinhos": uma pesquisa da Universidade Estadual de Nova York descobriu que casais que se espelham um no outro quando se trata de maus hábitos, como beber ou fumar, permanecem juntos por mais tempo. Atenção: não se trata de compactuar com vícios e comportamentos nocivos. Mas curtir os mesmos prazeres "proibidos", como devorar uma pizza sem culpa ou dormir até tarde no domingo, fortalece o vínculo. "Ninguém quer ser controlado o tempo todo. O casal precisa se sentir parceiro, cúmplice", observa Arlete.

Batalhe por ideais comuns: atividades emocionantes estimulam a cumplicidade do casal. Calma, vocês não precisam pular de paraquedas ou apostar uma corrida de kart. Basta batalharem juntos por um objetivo em comum. "Estar comprometido numa conquista, como a compra de uma casa, uma viagem bacana ou até mesmo uma aula de dança, é um fator importante para a construção de um amor duradouro, pois vocês sabem que podem contar um com o outro", explica Arlete.

Elogie sempre: abra mão do seu lado crítico e não poupe elogios ao parceiro. Comentários positivos não só despertam o desejo sexual como fazem o outro se sentir admirado. Isso não quer dizer que você deva relevar cada pisada na bola. A ideia é ser mais tolerante. Dê maior atenção ao que ele fez corretamente em vez de criticá- lo por uma gafe, mas não perca a oportunidade de dizer o que acha que precisa mudar. Uma conversa equilibrada, em que ambos se escutam, é fundamental para a relação não se amarrar em mágoas.

Seja gentil: no dia a dia atitudes afetuosas despertam o que há de melhor nas pessoas, estimulam a troca de agrados e unem o casal. Para Maria Helena, a gentileza com o parceiro começa no beijo carinhoso de bom dia: "Pequenos cuidados fazem com que o outro se sinta amparado, satisfeito e respeitado na relação". Sempre que estiverem conversando, demonstre ouvir: "focar toda a sua atenção no parceiro enquanto ele fala é uma atitude poderosa, capaz de manter vivo o amor romântico", revela Bianca Acevedo. E não se esqueça do "por favor" e "obrigada".

Faça sexo sem vergonha: para sentir prazer basta estar livre de preconceitos e disposta a se redescobrir. "Não feche as portas para maneiras inovadoras de mostrar o que deseja. Ousar, e até cometer algumas loucurinhas entre quatro paredes, desperta a vontade do parceiro, estimula a produção de hormônios que geram excitação e deixa o relacionamento mais íntimo", sugere a terapeuta sexual Ana Canosa, de São Paulo. Vá além: lance mão de brinquedinhos eróticos, lingeries ou fantasias sensuais...

Preserve o amor e diminua as chances de traição: "saber que é possível ficar apaixonado por toda a vida muda a percepção das pessoas, que aumentam as suas expectativas relativas ao relacionamento e ficam menos propensas a buscar parceiros fora do casamento", explica a pesquisadora


Troxe essas dicas de gente que entende de altas temperaturas para dividir com vocês:


1. Mantenha o mistério - "Os homens se sentem atraídos pelo mistério. Procure manter seus segredos e sua particularidade. Os homens ainda não estão preparados (e nem querem) saber como tudo funciona para você. Em outras palavras, seja todo dia uma mulher diferente, não seja previsível. Santa hoje, ousada no outro dia e séria amanhã", sugere Vanessa de Oliveira, ex-garota de programa e autora de "O Diário de Marise - a vida real de uma garota de programa" e "100 Segredos de Uma Garota de Programa", da Matrix editora.

2. Brinque - "O casal pode combinar de não transar e nem se masturbar por uma semana, sendo que os dois vão dormir pelados todos os dias. Aí o tesão vai crescendo e o resultado é um sexo maravilhoso no final da brincadeira", garante o jornalista Walter B., 32 anos, casado há um ano.

3. Faça um curso de Pompoarismo - "A mulher que suga, contrai, expele o pênis e tem total controle da musculatura da vagina é um ser à parte", garante Karen, gerente da boutique erótica A2Ella, no Rio de Janeiro. Segundo ela, estar por dentro das técnicas do pompoarismo é ter garantia do orgasmo. "A maioria das mulheres sente apenas a entrada da vagina. O curso ensina a ter prazer no início, no meio e no final do canal vaginal. Olha o poder!", diz ela.

4. Invente o Dia do Sexo - "Sempre que dá vontade, combino com o meu namorado um dia da semana que vai ser o Dia do Sexo. Cada um inventa alguma novidade para esse dia, como óleo de massagem, DVDs pornôs, camisolas... A casa também ganha nova roupagem com luz de velas e música suave. Dá para sentir a tensão sexual no ar e as noites são memoráveis", conta a fisioterapeuta Caroline A., de 29 anos, que namora há três anos.

5. Realize fantasias - "Descubra qual é a maior fantasia do seu parceiro, aquela que ele deseja muito e procure realizá-la. Pode ter a ver com um tipo de roupa ou com uma história, descubra e realize quando ele menos esperar - o fator surpresa é bacana e você estará automaticamente aumentando a chama do relacionamento", afirma Marcos Ribeiro, sexólogo.


É fato que os relacionamentos mudam com o passar dos anos, com a convivência, mas o correto seria mudar sempre para melhor né?! E não custa nada a gente dar uma forcinha...!!!!
E você, leitor, o que acha?
Tem alguma idéia para manter a chama acesa? Compartilhe conosco...

5 comentários:

  1. Amei!!! Não é facil mesmo manter a chama acesa com filho pequeno e ainda mais gravida kkkkkkkkkkk, a gente tem q rebolar!!!

    ResponderExcluir
  2. huuuummmm altas dicas hehehehe
    Inspiração ótima pra dar uma animada por aqui, porque realmente, com filho a coisa fica mesmo mais complicada e menos frquente mesmo né?
    Adorei o post.
    Beijos!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito bem ... Amei as dicas... cris

    ResponderExcluir
  4. vou confessar que fui lendo (amando as dicas) e pensando (não faço NADA disso ... e pior não sei se consigo .... já estou TÃO acostumada com a rotina ... e com a Isabela fica TUDO mais complicado .... prometo tentar e voltar para contar se deu certo ....

    beijos e MUITO obrigada pq desde que a piquena nasceu TUDO esta fora do lugar !!!

    ResponderExcluir
  5. Uau! Muito boas dicas!
    Vou começar a por em prática...rs...

    Bjusss

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...