segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Entrevistando nossas leitoras: Michele Santos - by Luana

Olá leitores!

Seguindo com nossa proposta deliciosa de entrevistarmos nossas mamães leitoras, hoje tenho o imenso prazer de entrevistar a Michele, para que vocês possam conhecê-la melhor. Segue abaixo um pouquinho da história de vida dessa carioca da gema, que com certeza tem muito para nos ensinar.

Mamãe: Michele Santos

Mamis - Nome, idade, onde mora?
Meu nome é Michele, tenho 31 anos e moro no Rio de Janeiro.

Mamis - Tente escrever uma pequena biografia sua, para que possamos conhecê-la melhor.
Bom, sou carioca da gema, formada em Ciência da Computação e a filha do meio de uma família de três irmãs. Conheci meu esposo em Junho de 2002 no Habib's do Centro da cidade. Lugar inusitado pra se conhecer o grande amor da sua vida né? Bom, ele conheceu uma amiga minha na sala de bate-papo do portal Elnet e, em um dos encontros desses amigos do Chat, eu a acompanhei e o conheci. Nos casamos em junho de 2007 e em 2010 vivemos a maior experiência das nossas vidas, a chegada do Pedro.

Mamis - Qual sua profissão? Detalhe um pouco do deu dia-a dia no trabalho, em casa, e nos cuidados com o seu filho.
Sou Analista de Sistemas e trabalho no Centro do Rio. O Pedro fica com a vovó materna e nosso dia geralmente começa às 8h. Vou para o trabalho e quando retorno, ele fica comigo o tempo todo. Como minha mãe passa a semana toda lá em casa, graças a Deus eu tenho muitos poucos afazeres com a casa durante a semana, pois ela faz tudo pra mim (não sei como consegue). Nos finais de semana é que me desdobro como mãe, esposa, cuido da casa, roupas, etc.

Mamis - Como escolheu o nome do seu filho?
A família do meu esposo é enorme então já tem todos os nomes possíveis e imagináveis e era difícil escolher um nome que não fosse repetido. Um dia senti soar em meu coração: "Pedro", mas não falei nada com o meu esposo. Certa vez estávamos assistindo o filme Crônicas de Nárnia e na hora da coroação do rei Pedro, o meu esposo falou "Mi, não tem esse nome Pedro na família, não, né?" Eu confirmei que não e ele então disse: "Se tivermos um filho, o nome será Pedro", e assim ficou. O nome foi escolhido antes mesmo de eu pensar em engravidar.

Mamis - Você tem ainda um desejo não realizado?
Só os sonhos de viagens, conhecer lugares. Mas me considero abençoada por Deus, pois me sinto realizada como mãe, profissional e esposa.

Mamis - Como anda a sua auto-estima depois da gestação? Você está fazendo alguma atividade física? Conseguiu emagrecer o que ganhou na gestação?
Eu havia perdido todo o peso ganho na gravidez, mas quando voltei a trabalhar engordei uns 4kg. Fiquei muito triste e comecei a fazer caminhada. Agora compramos uma esteira e deve faltar uns 2kg pra voltar ao peso de antes. Estou satisfeita, mas preciso perder mais esses dois quilinhos pra ficar 100%.

Mamis - Sua gravidez foi planejada? Se sim, quantos ciclos demorou para engravidar? Precisou de algum tratamento?
Foi sim, super planejada. Fui treinante por um ano. Eu tinha síndrome dos ovários policísticos (SOP) e não sabia. Geralmente os ginecologistas não gostam de solicitar exames pra verificar se está tudo ok antes de um ano de tentativas, mas pesquisando no portal do E-family aprendi muita coisa, e pelo método da temperatura basal eu descobri que não estava ovulando. Não sabia se era apenas um ciclo anovulatório ou se de fato havia algum problema. Fui ao ginecologista que solicitou exames de dosagem hormonal e uma ultrassonografia para ver se estava tudo bem. Foi então que confirmou a SOP. Fiquei em choque, pois sabia que seria difícil engravidar. Mudei de médica, pois esse ginecologista que descobriu o problema me disse que não era pra fazer nenhum tratamento, já que eu "só" não ovulava. A outra médica indicou o uso do Anticoncepcional Selene por três ciclos pra limpar os ovários. É terrível tomar pílula quando se quer engravidar, pois parece que você está indo contra o seu sonho, mas fiquei firme e seguindo o tratamento indicado pela médica, logo no ciclo seguinte após parar o anticoncepcional meu positivo chegou.

Mamis - Você amamentou seu bebe?
Amamentei sim, até ele completar um ano e desmamar naturalmente.

Mamis - Qual a maior dificuldade que você encontrou ao ser mãe de primeira viagem?
No início foi muito difícil, pois ele sofreu muito com as cólicas e éramos apenas meu esposo e eu, quase não tivemos ajuda de ninguém. Com isso foi difícil conciliar os cuidados do bebê com os cuidados da casa e do esposo. Sentia-me totalmente esgotada. Até que com dois meses e meio as cólicas pararam e tudo mudou. Ele mostrou o anjinho que é, super quietinho e só chorava muito porque as dores eram intensas mesmo.

Mamis - Deixe uma mensagem para todas as mamães leitoras do blog.
Em um mundo onde os valores estão cada dia mais invertidos, que nós que temos a missão de criar e cuidar desses pequenos anjos confiados a nós, saibamos ensinar a eles os valores que muitos consideram ultrapassados, mas que são fundamentais pra que cresçam e se tornem adultos responsáveis, amáveis e que respeitam o próximo. E não podemos esquecer que eles aprendem muito mais com nossas atitudes do que com nossas palavras. Sejamos bons modelos para nossos pequenos para assim termos famílias mais saudáveis e conseqüentemente uma sociedade mais saudável também.

3 comentários:

  1. Ai amiga...é emocionante ler este relato e relembrar cada fase preciosa da sua vida que eu acompanhei de perto, Mi. Que Deus lhe faça mais e mais feliz. Te amo!!!

    E mamis, o blog ta cada x melhor!

    ResponderExcluir
  2. Adorei conhecer um pouqinho mais de você Mi. Nem imaginava que você fosse analista de sistemas hehehe
    Te acho super mãezona!!!!
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  3. Thais,
    A caminhada foi dolorosa mas a recompensa valeu a pena né?

    Aline,
    Bom que assim podemos nos conhecer melhor né?
    Obrigada amiga, o legal da nossa amizade é essa troca de experiência que com certeza nos torna melhores :D

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...