sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Desmame - by Anne


Olá queridos leitores, hoje venho falar do desmame, um momento que estamos vivendo aqui em casa nas últimas semanas.

O desmame ideal não existe, por que o ideal vive somente no mundo das idéias como sabemos. O desmame do Gabriel está sendo tranqüilo na medida do possível, está sendo do jeito que nós dois juntos podemos fazer, e no momento em que nos sentimos capazes de enfrentar uma mudança tão fantástica como esta.

Gabriel conheceu leite artificial quando completou 1 ano de idade, relutava em aceitar mamadeira, pedia meu peito, muitas vezes eu fiquei esgotada, chorei, mas hoje olhando para nossa trajetória eu só posso sorrir, por ter tido a oportunidade de partilhar com meu filho esses momentos.

Gabriel está perto de completar 1 ano e 7 meses e ainda mama no peito, óbvio que com uma freqüência bem mais baixa em relação a outros tempos, mas ele ainda curti esse momento só nosso e muitas vezes eu me pergunto se eu não estou tão viciada quanto ele, ou até mais em amamentá-lo. 

Nas últimas semanas ele vem dando indícios de que não faz tanta questão de um Tetê  (leia-se peito)...preferindo por vezes a dedeira (leia-se mamadeira), nas primeiras vezes que ele agiu assim, eu tive vontade de chorar, me senti insegura e com medo do desmame que começava a dar as caras aqui em casa.

Mas isso já faz 3 semanas que ocorre com uma certa freqüência e ontem foi o primeiro dia que ele só mamou meu peito esquerdo, no inicio fiquei com muito medo que eu parasse de produzir leite,  porque se não há sucção, não há produção, e pensava que se ele quisesse mamar e não tivesse leite, o que eu iria fazer?!

Diante desse meu medo, eu fui buscar uma opinião profissional, conversei francamente com a pediatra do meu filho que de pronto me informou que o desmame é sempre mais doloroso para a mãe, me explicou que quando os pequenos amadurecem a ponto de rejeitar o peito é porque eles estão “certo” disso, não há duvida alguma na cabeçinha da criança, me explicou que não preciso temer que o Biel se arrependa e minha produção tenha cessado de vez, e finalizou dizendo que pelo fato de estarmos vivendo o desmame natural, tudo será muito tranqüilo.

Acalmei meu coração e cheguei a conclusão que eu não tinha consciência do amadurecimento que meu filho estava vivendo e tudo ficou mais claro, sim mais claro sobre o fato que o Gabriel não irá se arrepender de ter deixado de mamar peito, ele simplesmente começou a fazer o que fará por toda uma vida: ESCOLHAS, e só de uns dias para cá  eu me dei conta que tenho  o privilégio de acompanhar esse desenvolvimento, enfim esse amadurecimento e comecei a “aceitar” essa mudança.

Para mim, amamentar é um imenso prazer. Eu adoro essa conexão, essa relação de interdependência que se cria entre nós. E na hora de mudar essa relação, tem muitas questões a serem levadas em conta.. Qual a forma e momento ideal de desmame? Qual mãe nunca ouviu um …”Deus me livre essa boca cheia de dente! Você não tem medo dele morder seu peito??” Infinitamente muito duro escutar todo mundo dando palpite quanto ao desmame.

Cansei de ouvir. “Essa CRIANÇA ainda mama no peito? Ainda tem alguma coisa aí?

Eu acho que o desmame é uma decisão da mãe com seu filho, e mais ninguém tem o direito de emitir opinião sobre isso. Alguém fala alguma coisa sobre a forma com que você beija e abraça seu esposo? Por que a amamentação desperta tantos comentários, como se fosse uma decisão de domínio publico?

O controle social quanto à amamentação é imenso. Se a mulher não amamenta, ela é massacrada. Se ela prolonga a amamentação, ela também o é.

A sociedade é muito cruel com nós, mães!

E você, já pensou algum dia nesse assunto?

Grande beijo


Imagens: créditos: http://fabriciapsi.blogspot.com/2011/01/amamentacao-exclusiva-ate-6-meses.html
http://www.drquerido.com.br/?p=1096

9 comentários:

  1. eu amava amamentar! mas o desmame aconteceu aqui muito ligeiro nem deu pra sentir, simplismente ela não quis mais e pronto. desmamou! sem dor pra nem pra la! ela mamou ate 11 meses, minha intenção era até um ano, não deu, sem neura!
    Na minha opinião se a criança quer e a mãe tem leite, deve amamentar ate dois anos, depois tem que forçar o desmame,porque realmente é muito feio mesmo a criança ainda mamando depois dos 2 anos, e ele não é mais dependente tanto do LM. imagina que qd fui fazer o teste do pezinho na AL a moça que tirou o sangue disse que a filha dela ainda mamava, com 5 anos! credo que horror imagina a cena! #not

    ResponderExcluir
  2. O desmame aqui em casa se deu de forma tranquila, claro que quando percebi que Heitor não queria mais o meu peito eu me senti triste e tb culpada pq foi bem na época que ele entrou na creche, ele já tinha 8 meses. Depois de uns dias fui percebendo que eu não tive culpa pois fiz tudo o que eu podia fazer para continuar o amamentando, simplesmente ele não gostava mais... hoje percebo que foi bom pois não houve sofrimento dele, mas eu morro de saudades daqueles momentos... Bjs e boa sorte aí com seu pequeno!!!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Tive que excluir o primeiro coments, pq o Joao resolveu me ajudar a digitar aí...srsrsrs
    O Joao deixou de mamar naturalmente faltando 1 semana pra completar 11 meses. Numa terça feira acordou, mamou e depois nao quis mais. Senti muito; o peito doía por fora e por dentro literalmente. Mas hj compreendo que antes eu sentir do que ele. Mas preciso confessar aqui que me da um alento saber de outras mamaes, assim como vc e a Carla, que tb sentiram com essa mudança pois até então não conseguia coro neste assunto e ja me perguntava se tinha algum problema comigo. Obrigada por compartilhar. Beijos e boa sorte pra vc e pro Gabriel.

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho 3 e od desmames foram diferentes, como tudo mais foram sem crise e acho que está certíssima em dizer que é muito particular essa história de mama, e só a gente deve decidir como e quando acontecerá o desmame.um beijo

    ResponderExcluir
  6. Ai eu chorei ate qdo o bruno parou de mamar, mas é tudo uma fase otima. Em compensação ele não sabe o que sao infecções. cris

    ResponderExcluir
  7. Aqui o desmame aconteceu cedo, com 7 meses, quando tinha acabado de retornar ao trabalho. Meu leite que já era pouco, acabou. A Rafaella já mamava LA desde o 2º mês de vida, então ela nem percebeu a saída do peito. Ainda bem! Eu tinha medo dela sofrer com isso, mas graças a Deus não ouve sofrimento nemhum, nem dela nem meu. Aliás, confesso a vocês, eu sou uma mãe do avesso, nunca amei amamentar.

    ResponderExcluir
  8. Amiga meu sonho sempre foi amamentar bastante a Isa tbem....e graças a Deus consegui amamenta-la exclusiva até o 6º mes...mas p minha tristeza com 8 meses minha pequena recusou o peito....não teve o q eu fizesse p ela aceitar...e como o PE do Biel disse, ela foi firme na decisão dela e nunca mais quis o peito...eu confesso q sofri muito...mas foi natural eu ainda tinha bastante leite....mas se ela optou por parar paciencia....espero q a Clarinha mame um pouquinho mais q ela!!! Bjos

    ResponderExcluir
  9. Minha cunhada está passando pelo mesmo processo,ela não aguenta mas dar de mamar porque ele pedi toda hora o peito e fica atrás dela o dia inteiro e como ele não chupa chupeta fica mais difícil ainda.Adorei saber como vem enfrentado esse momento tão delicado.Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...