quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Recados do Seu Filho - Um Guia de Educação e Amor - by Aline Berg

Hoje eu pretendia falar sobre outros assuntos. Pensei em falar sobre o sono do bebê, pensei em falar sobre a experiência que ganhamos depois que nos tornamos mães...
Mas hoje pela manhã, um senhor idoso que já é avô, colega de trabalho, colocou sobre a minha mesa uma folha com o seguinte título: Recados do Seu Filho.

Algumas pessoas já devem ter tido a oportunidade de ler este texto, mas achei tão bonito e tão verdadeiro que resolvi transcrever aqui para vocês. A princípio, achei que fosse de autor desconhecido, mas pesquisei na net e descobri que é um trecho de um dos quatro livros de uma série chamada: Análise do Comportamento Humano - Conselhos para Crianças. Onde os outros volumes tratam de jovens, adultos e idosos.

O interessante é que, na busca pela fonte/autor, eu encontrei este mesmo texto citado em sites e blogs de apoio a drogados e alcoólatras, como uma lista de boas atitudes a serem adotadas na criação dos nossos filhos.
O texto é um recado das crianças para os seus pais. Reflete o que seria o comportamento ideal na criação que daremos aos nossos filhos para que eles se tornem adultos fisico e mentalmente saudáveis. Mas que obviamente as crianças nunca saberiam expressar de maneira que nós adultos, entendêssemos, porque infelizmente nós já perdemos a inocência das crianças.

Muitas vezes, os nossos filhos, quando pequenos, pedem (ás vezes de maneira controversa) que adotemos estes hábitos, mas ás vezes é tarde demais e quando eles já se tornaram adolescentes com problemas de verdade, nós pais, achamos que já está tudo perdido.

Então, ainda é tempo de ler e parar para pensar se estamos conseguindo agir de maneira coerente para que os nossos babies sejam criados com segurança, amor, disciplina, educação e limites.
Considerei este texto um presente que caiu nas minhas mãos e passo para vocês.


Os 21 Recados de seu Filho Pequeno

1 – Não me estrague. Sei perfeitamente que não devo ter tudo que peço. Estou apenas testando você.
2 – Não tenha medo de ser firme comigo. Prefiro assim para me sentir mais seguro amanhã.
3 – Não me deixe adquirir maus hábitos. Tenho de contar com você para eliminá-los, desde as primeiras vezes.
4 – Não me faça sentir menor do que eu sou. Isto só fará com que me comporte como grande e ridículo.
5 – Não me corrija com aspereza diante dos outros. A repreensão será mais proveitosa se feita calmamente, em particular.
6 – Não me faça sentir que minhas faltas são pecados. Isso subverte meu senso de valores.
7 – Não me proteja das conseqüências. É bom que, de vez em quando, eu aprenda sofrendo na própria pele.
8 – Não se sinta chocado quando eu digo “Odeio você”. No fundo, não é você que odeio, é seu poder de me contrariar.
9 – Não ligue muito para certas dorezinhas de que às vezes me queixo. Quase sempre não passo de um truque para conseguir a atenção de que preciso.
10 – Não seja ranheta comigo. Do contrário, para me proteger, serei obrigado a parecer surdo às suas reclamações.
11 – Não se esqueça de que não sei ainda me exprimir tão bem quanto desejaria. Esse é o motivo por que nem sempre sou muito exato em minhas explicações.
12 – Não faça promessas irrefletidas. Lembre-se de que fico tremendamente frustrado quando uma promessa não é cumprida.
13 – Não tabele muito alto meu grau de honestidade. Isso facilmente me assusta a ponto de me levar a dizer mentiras.
14 – Não seja incoerente. Isso cria em mim uma confusão tal que me faz perder a fé em você.
15 – Não diga nunca que meus medos são bobagens. Para mim, eles são terrivelmente reais, e você contribuirá para me dar segurança se tentar entendê-los.
16 – Não me descarte quando faço perguntas. Se não, eu paro de lhe perguntar as coisas, e você vai descobrir que agora busco minhas respostas em outros lugares.
17 – Não queira parecer nunca como perfeito ou infalível. Para mim, será um choque forte demais descobrir que você não é nenhuma das duas coisas.
18 – Não pense jamais que cairá do pedestal de sua dignidade perante mim, se tiver que me pedir desculpas. Saiba que uma desculpa honesta só faz aumentar minha atmosfera de intimidade com você.
19 – Não se esqueça do quão depressa estou crescendo. Deve ser duro para você acompanhar meu ritmo, mas, por favor, tente.
20 – Não se esqueça de que adoro experimentar. Sem isso, não posso ir adiante, portanto colabore nisso.
21 – Não se esqueça de que não posso florescer senão com bocado de amor e compreensão. Mas isso não preciso lhe dizer, preciso?  

Do Livro: Análise do Comportamento Humano - Conselhos para Crianças. Vol 1
Autores: Aurélio Bolsanello, Aurélio de Gasperi Bolsanello, Maria Augusta Bolsanello e Patríca de Gasperi Bolsanello.

Um comentário:

  1. Adorei os recados. Acho que é bem por aí mesmo, filho dobra os pais, nós temos que ser firmes, pelo bem deles. Mas que às vezes é ifícil é hehehe
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...