terça-feira, 19 de abril de 2011

Netiqueta - Conversando sobre maternidade na internet - by Camila

Excepcionamente hoje estou postando numa terça-feira. Thany teve um "problema técnico" com o computador, mas ela postará na próxima quinta!

Há algum tempo venho frequentando a internet buscando informações sobre temperatura basal, gravidez e filhos e foi assim que encontrei amigas virtuais e com elas formamos um grupo (num cantinho reservado!) onde conversamos de tudo, mas principalmente nos ajudamos com relação a dúvidas sobre a saúde, educação, etc de nossos filhos.
http://entrefraldaselivros.blogspot.com
Nesse meio tempo, frequento bloguinhos e outros fóruns que também tem esse foco.
O que me assusta mais é o número crescente de "bullying materno". Isso existe mesmo? Olha, sei lá! Mas fico cada vez mais horrorizada com a quantidade de mãe que se diz A educadora, e na internet vive apontando o dedo para a opinião (ou o que ela acha ser erro) de outras mães! Pera lá, né?

Esses dias atrás mesmo, estava uma discussão absurda no e-family sobre dar danoninho ou não para o bebê. A menina só fez uma pergunta e foi BOMBARDEADA de "mães que sabem de tudo", que são O exemplo de mãe, que amamentou até 6 meses, que nunca deu açúcar pro filhos e que só lava o traseiro da criança com lifebuoy (só pode!), até link do ministério da saúde rolou!
E no twitter então? Existe lá o perfil @dorianamae e @maedemerda (adoro os dois), mas muitas mães não entendem a proposta dos perfis e caem matando, como se o que estes perfis escrevessem fosse a maior verdade do mundo e deveria ser aprovada ou não. Gente, alou!, é só uma brincadeira!!

http://semprematerna.uol.com.br/
Se você concorda ou não com determinada coisa que você leu ou está conversando tête-à-tête, por favor, converse (ou escreva) num tom apropriado. Na internet isso se agrava, pois não há expressões faciais para serem interpretadas e seu texto pode estar escrito com duplo sentido, e reparei bem que muita gente lê pelo lado que se sente agredida e raramente pelo lado do bom humor.
Na maternidade aprendi que o que é bom pra mim, pode ser péssimo para minha vizinha, o modo e hora de amamentar, usar chupeta ou deixar chupar o dedo, levar pra creche ou deixar em casa, dar danoninho ou não, deixar comer açúçar com 1 ou 10 anos, ... Cada uma de nós sabe onde o sapato aperta e cada uma de nós temos uma realidade completamente diferente da outra!

 Quer falar, dá um toque? Conselhos são bem-vindos, mas se fosse realmente bons seriam vendidos, não é mesmo? Faça sua "crítica" num tom moderado, com educação acima de tudo! Afinal, pra quê colocar mais "picuinha" num mundo já tão cheio de agressão e coisas feias?

Esse foi um tema de blogagem coletiva de semanas atrás, mas só hoje consegui um espacinho para comentar isso.

10 comentários:

  1. Nossa, assino embaixo amiga. Criticar por criticar não tá ocm nada. Ninguém é dona da verdade. E depois que a gente é mãe vê que não tem jeito, cada uma sabe o que passou e intuição é tudo. Por isso eu prefiro nem ler o que comentam em alguns fóruns por aí. Tem gente que fala cada besteira e se acha a dona da verdade, é de matar. E cada bebê é único, não dá pra comparar. Pra mim o que mais atrapalha é isso, essa mania que a gente tem de ficar comparando um bebê com outro. Ainda bem que no nosso grupo não temos isso, por isso eu amo vocês hehehe
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia !!! estou amando cada minutinho neste cantinho de vocês ...

    ah o bullyng no mundo materno é mesmo incrivel .... principalmente quando se trata das "mamães famosas" que tem não sei quantos mil seguidores e ai vc humildemente deixa alguns comentarios pq achou o maximo o post ou pq a pessoa pede uma opinião e vc já passou por aquilo e não hesita em ajudar e pronto "o bollyng materno" acontece é como se vc com seus miseros 42 seguidores não fosse digna de uma visitinha la no seu cantinho .... sim sim já me senti muito despresada neste mundo de blog .... e o mais incrivel que este "despreso" parte de pessoas que não sei por qual motivo servem de exemplo no mundo dos bloguinhos ....

    desculpa o desabafo mas achei super pertinente uma vez que estes espaços servem para nos fazer bem e não para competir se é que esta é a palavra ....

    DIGA NÃO AO BULLYNG MATERNO

    Beijosss e assino em baixo de tudinho que vc colocou ai no seu post ....

    ResponderExcluir
  3. Adorei, sempre percebi isso nos foruns mas nunca dei muita idéia para as "mamães sabe tudo" já que cada bebê é único e cada família tem suas particularidades, isso deve sempre ser levado em conta! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Que isso! Só depois de ser mãe mesmo pra entender muito sobre a vida...

    Adorei o blog. Estou seguindo. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Bom, na minha humilde ingnorância, até hoje não sabia o que é bullying materno! Toda vez que eu via essa palavra em algum lugar da net boiava solenemente, mas não estava me preocupando muito com isso. Até que a minha amiga kk (KK também é cultura!), nos escreve este post que me obrigou a pesquisar sobre o assunto que ganhou nome bonito na net, mas que provavelmente rola desde as primriras descendentes de Eva. Para quem não sabe(sabia)como eu, "bullying materno" é a crítica agressiva de alguma mãe contra atitudes, opiniões ou determinado modo de outra mãe criar seu filho. Como se a primeira fosse a dona da razão. "Bully" significa brigão, mandão, maltratar, agredir, oprimir.
    Concordo em número gênero e grau que isso não é uma prática nada apreciável, afinal somos pessoas diferentes, com criações, opiniões e experiências diferentes. E principalmente somos seres humanos e é importante se respeitar e respeitar a opinião do outro.
    Por outro lado, enquanto pesquisava, li um post no blog Mamíferas (http://www.blogmamiferas.com.br/2011/04/e-o-tal-do-bullying-materno.html), a respeito do mesmo assunto e achei bastante interessante (leiam!). O que me ressaltou foi a questão da opinão. Não é legal ser agressivo, mas também não vamos cair na armadilha de nos omitir ou simplesmente não ter opinião, pois isso é muito triste. Ter suas convicções e defendê-las é saudável e necessário, o que não vale é crucificar alguém por ter opinião diferenta da nossa.
    Bjusss

    ResponderExcluir
  6. Complementando: sempre que eu via a palavra "bullying", associava a bulimia. E não entendia nada!...kkkk Podem me chamar de monga!

    ResponderExcluir
  7. Acima de tudo é preciso bom senso antes de sair escrevendo tudo que vem na cabeça, afinal, nossas respostas também podem ser mal interpretadas.
    Parece que os adultos esquecem muitas vezes daquilo que aprenderam na infância, que a gente mãe passa o tempo todo ensinando como ser gentil, compartilhar, não agredir, dizer por favor, com licença, obrigada entre outras coisas!!!
    Beijocas.
    Aretusa, mamãe da Doce Sophia

    ResponderExcluir
  8. Meninas, obrigada pelos comentários de vcs. Cada um complementa o post. Podemos sim dar sugestões, aceitar conselhos, etc, mas tudo de maneira educada, não é mesmo?!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...