sábado, 26 de março de 2011

Falando de Saúde: Diarréia - by Roberta Lopes

Olá!

Como sou farmacêutica, achei que poderia compartilhar um pouco do meu conhecimento com vocês e resolvi então publicar alguns textos sobre medicamentos, doenças e outros assuntos relacionados à saúde. A partir de agora, toda semana trarei um assunto diferente de saúde. E se vocês tiverem interesse por algum tema específico, é só pedir!

O assunto de hoje é Diarréia, afecção comum entre adultos e crianças.
A diarréia é uma das formas que o corpo tem para eliminar toxinas estranhas, bactérias ou outros elementos que podem causar mal estar ao intestino, sendo um mecanismo de proteção natural. A maioria das diarréias tem duração limitada algumas horas ou poucos dias (diarréia aguda), mas algumas podem durar semanas ou meses, ou ainda, reaparecer de forma regular (diarréias crônicas).
Quais as possíveis causas da diarréia?
Infecções por vírus, bactérias ou parasitas; alergias; reação ao uso de alguns medicamentos como antibióticos, antirretrovirais, antiácidos contendo magnésio, hormônios e outros; e doença inflamatória intestinal.

A diarréia apresenta algum perigo?
O perigo da diarréia, particularmente para os bebês e crianças, é a desidratação devido à perda de grande quantidade de água e sais minerais. Boca seca, lábios rachados, letargia, confusão mental e diminuição da urina são sintomas de desidratação.

Como tratar as Diarréias agudas?
Por serem de curta duração, a preocupação principal não é acabar com a diarréia em si, mas prevenir a desidratação, especialmente em crianças e idosos. Deve ser feita a reposição de sais e água, perdidos por causa da diarréia, através do uso de soro caseiro ou sais de reidratação oral.

Como tratar as Diarréias crônicas?
No caso das diarréias crônicas, o essencial é a busca de diagnóstico para possibilitar a remoção da causa ou tratamento do distúrbio. Elas podem ser resultado de muitos fatores: alergia ao leite de vaca, intolerância ao glúten (trigo, cevada, aveia), parasitas intestinais, câncer do estômago ou do cólon, uso crônico de laxante e outros.

Quais os cuidados em relação ao uso de medicamentos para diarréia?


O uso de medicamentos para diarréia nem sempre é a melhor solução, pois pode retardar o diagnóstico e agravar o distúrbio.
• Nunca devem ser utilizados quando houver febre superior a 38°C ou sangue nas fezes.
• Pessoas com diarréia sanguinolenta, febre alta ou comprometimento do estado geral devem buscar o médico, sob risco de agravar o quadro e complicar a saúde.
O melhor remédio para diarréia é ingerir muito líquido (água e soro caseiro).


E por falar em soro caseiro, você sabe como prepará-lo? Então aí vai a receitinha:

Soro Caseiro:
1 litro de água fervida ou filtrada
40g de açúcar (2 colheres de sopa)
3,5g de sal (1 colher de chá)

Mas atenção! Qualquer diferença na proporção de sal e açúcar pode provocar convulsão em crianças desidratadas e debilitadas. Então a melhor forma de preparar o soro caseiro sem erro é adquirir a colher-padrão, que você encontra em qualquer unidade de saúde.
Lembre-se que, em caso de dúvida, não hesite em procurar um médico pois é ele quem pode melhor avaliar e diagnosticar a causa da diarréia, bem como receitar algum medicamento!

Fonte: ANVISA, O que devemos saber sobre medicamentos, 2010. Figuras: Google imagens.

3 comentários:

  1. Ro adorei seu post, acho que vai ser super legal você falar de temas relacionados a saúde, não quero perder nenhum. Foi muito esclarecedor. A gente sempre fica uma pilha de preocupação quando nossos pequenos ficam com diarréia né? E é engraçado que quando a gente fica, não ficamos tão preocupadas assim. Vai entender cabeça de mãe? rsrs Adorei! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post. Sempre é bom ter dicas de saúde! Tenho q arrumar uma colher dessa...

    ResponderExcluir
  3. Amei...tbem preciso arrumar uma colher dessas...nunca se sabe.... já notei q qdo dou xarope p Isa ela fica com diarreia, fica até "assadinha" tadinha....

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...